Filmes para o Verão

summer_header 6 copy

 

Verão: a Canaã posta no calendário para toda a gente entre os 5 e os 65. Para fãs do Cinema a temporada do sol, céu limpo e descanso é também sinónimo de pessoas a atafulhar toda e qualquer sala onde o blockbuster mais recente esteja a ser exibido. Mas às vezes o mar está bravo, o sol não aquece, as praias estão cheias, os amigos trabalham ou o dinheiro aperta. Para aqueles que querem evitar inconveniências – ou simplesmente preferem o conforto do lar – deixamos um punhado de alternativas para preencher as manhãs/tardes/serões mediante diferentes estados de espírito.

Bons filmes.

Ler mais…

#JeSuisCharlize – Parte II: Levítico

fem_header copy 2

 

 

Todavia, o zeitgeist é algo em constante mudança à qual o mais avarento empresário precisa de se saber adaptar para que possa desfrutar da maior fatia do bolo e, com o futuro cor-de-rosa que se adivinha, os interesses da maioria estão em vésperas de mudança. Onde outrora modestas êxitos de Acção como “Resident Evil” e “Underworld” se erguiam acima de filmes baseados em BD como “Elektra” e “Catwoman” como campeões de bilheteira em termos de filmes liderados por mulheres, hoje em dia qualquer herói ou heroína do mundo dos quadradinhos arruinaria as hipóteses destas duas franquias gozarem de fins de semanas rentáveis (excepto talvez se os filmes em questão fossem tão maus ou piores que os exemplos anteriores). Outra sub-categoria de peso são as adaptações de romances young adult, onde nem mesmo o mais adorável dos gaiatos consegue travar os “The Hunger Games” de Jennifer Lawrence, verdadeiros colossos que por si só firmaram o estatuto da sua protagonista como nova menina-bonita do Cinema e estabeleceram o novo padrão para os filmes do género desde que “Harry Potter” desocupou o trono. Como seria de esperar, este sucesso gerou o interesse da gerência que aproveitando a sombra do véu do “progresso” decidiu começar a estabelecer raízes nesta componente com a já mencionada Furiosa, a personagem principal do novo Star Wars, o regresso de Wonder Woman (finalmente) às produções de carne e osso, Sarah Connor (versão babe) e das meninas de “Pitch Perfect”, a nova produção da dupla Tina Fey/Amy Poehler e um novo “Ghostbusters” protagonizado inteiramente por mulheres, entre outros.

Ler mais…