Minoria, vai à baliza!

oscars_header

 

 

Depois de uma temporada que celebra a boa vontade entre todos os homens nada como as nomeações para os mais cerimoniais prémios da especialidade para pôr em polvorosa a vasta comunidade de cinéfilos, críticos, bloggers ou mesmo de utilizadores comuns do Facebook e Twitter. A popularização da social media trouxe a oportunidade a mais vozes (como a nossa) de terem um acesso mais fácil à discussão de eventos e temáticas do nosso interesse o que levou ao surto e expansão de opiniões de foro cada vez mais variado. O teor demográfico dos filmes em Hollywood tem sido o tópico que mais tem vindo a aquecer graças ao abanar das chamas tanto por entidades independentes como por grandes publicações que dedicam cada vez mais tempo e atenção a esta questão específica, deixando muitas vezes o mérito artístico dos filmes no banco de trás. Artigo após artigo a mensagem articulada em uníssono tende a repetir-se: existe um problema entre nós e o seu grande catalisador são homens de tez branca.

Ler mais…

Birdman (2014)

birdman copy

 

Alan Swann, a personagem de Peter O’Toole em “My Favorite Year”, não podia ter sido mais certeiro em relação ao futuro do Cinema como indústria ao auto-avaliar-se com a deixa “I’m not an actor, I’m a movie star!”. De facto a identidade de ‘actor’ foi sendo substituída cada vez mais pela de ‘estrela’ à medida que o passar dos anos fez aumentar a importância do blockbuster e diminuir a importância a habilidade do artista como artista ao invés de figura central dos media. Robert Downey Jr. é provavelmente um dos actores mais conhecidos e acarinhados à escala mundial mas é provável que muitos dos seus ‘fãs’ não conheçam um único título do actor prévio a 2008, ano em que este encarnou Iron-Man e que marca o início oficial do Universo Cinematográfico da Marvel. Daniel Brühl deu uma das melhores performances de 2013 como o Niki Lauda de “Rush” mas o seu talento não o conseguiu fazer sair da sombra da nova mega-estrela Chris Hemsworth. O mais recente filme da saga “Hunger Games” conta com uma actriz oscarizada e o seu nome não é Julianne Moore. Como resposta a esta venda de arte a retalho surge agora um ensaio intitulado “Birdman”.

Ler mais…

The Interview (2014)

int_header copy

 

Depois da barafunda e do standoff mexicano entre corporações e países – sobre o qual nos debruçámos aqui – a poeira não tardou a assentar e o lançamento do polémico The Interview avançou mesmo em quantidade limitada em alguma salas norte-americanas mas em larga escala em plataformas digitais. O prometido banho de sangue e escombros deu lugar ao ruminar de pipocas e à corrida para ver o filme cujo nível de controvérsia faria corar de vergonha Sacha Baron Cohen, Trey Parker e Matt Stone. Feitas as contas o “vai – não vai” mais popular do ano acabou por se revelar uma acidental(?) manobra de marketing que levou o filme da sombra do lápis azul aos ecrãs de todo o mundo no curto espaço de uma semana, levantando dúvidas sobre a gravidade do caso no processo. Facto é que The Interview chegou com honras de clássico e ícone de liberdade de expressão onde provavelmente, numa situação normal, lhe estaria reservada uma estreia de cariz bem mais reservado.

Ler mais…